Mimizentos x Xeretas

O mundo virou de cabeça para baixo mesmo, numa hora você está rodeado de gente melindrada, pessoas sem um pingo de noção – se doem com assuntos que nem lhe dizem respeito, já em outra hora adoram se meter na vida alheia. Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come, preste atenção. Se a gente for parar para analisar, uma pessoa que fica na sua sem preocupar com a vida de ninguém é praticamente de “outro mundo”, concorda comigo? E eu não sei que espécie é pior: mimizentos ou os xeretas… MISERICÓRDIA!!!

Alguns exemplos abaixo podem ilustrar como cuidar melhor de nossas vidas de acordo com a terapeuta holística Luciana Lara. 

1 – A grama do vizinho não é mais verde, você é que não cuida da sua.

Sim, ao invés de olhar a vida do outro, olhe para a sua, cuide do seu jardim e dê ouvidos às suas vontades pessoais, ocupe seu tempo com coisas que você gosta (tente gostar de outra coisa além de cuidar da vida alheia).


2 – Respeite a intimidade alheia para que a sua não seja invadida

Quem muito cuida da vida alheia quer esconder as próprias vergonhas, fama de pessoas santas são derrubadas a todo momento, e geralmente quem aponta demais tem coisas muito graves a esconder. Inclusive a própria inveja.


3- Ninguém tem tanta sorte quanto você pensa, nem “vantagens especiais”. As pessoas trabalham duro para conquistar o que tem.

Sim, estudam, trabalham, acordam cedo, fazem cursos e compreendem que precisam correr atrás do que querem. Cada um tem seus infortúnios, uns reclamam, e outros vão à luta. Em que time você quer estar, no time dos eternos injustiçados sem sorte, ou no time dos guerreiros? O que é melhor? Vencer ou ficar atirando pedras e julgando os outros?


4 – Você está aqui para evoluir e a você cabe apenas o seu aprendizado.

O que os outros fazem de certo ou errado é problema deles e não seu. Ficar tentando consertar os outros, pregando moral e bons costumes, quando muitas vezes na sua intimidade faz coisas mil vezes piores, é no mínimo sintoma de um sério desequilíbrio. Muitas pessoas são assim e você certamente conhece algumas delas.


5- Mais amor, por favor!


6- Não se faça de vítima para que outras pessoas comprem brigas com seus desafetos.

Essa é uma ferramenta usada por  mulheres tóxicas, mães que criam verdadeiros infernos, pois discutem com um dos filhos e faz os outros discutirem também. Fingem que passam mal para comover seus rebanhos a comprarem suas brigas e isolar quem elas não conseguem controlar. Pessoas que tem desafetos na vida profissional, também criam complôs para isolar quem discorda de sua opiniões. Parece mesquinho?Graças a pessoas assim que nós terapeutas ficamos com o trabalho pesado de colocar a autoestima de pessoas depressivas por conta do controle alheio no lugar.E a cada dia os consultórios psiquiátricos ficam mais cheios de pessoas que adoecem por serem vítimas de pessoas assim, controladoras, difamadoras.Muitos familiares foram inimigos em vidas passadas, pensam diferente, mas se estão juntos agora e possuem a missão de se entenderem e respeitar as diferenças.

Que Deus nos abençoe, sempre!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *