Vá com esse azedume para lá, XÔ!

26/03/2018 às 23h03

Lidar com pessoas exige uma flexibilidade além do comum, ou você se torna indiferente ao que he desagrada ou absorve tudo que nem uma esponja. Já viu que se manter equilibrado (a) é tarefa não tão muito fácil ? Haja, paciência !!!!!

indecision

Eu não sou seguidora de Buda, não sou uma exímia cristã, mas me assusto quando encontram em mim traços de Madre Teresa de Calcutá (indico o livro de sua biografia - ganhei do amigo político Marcelo Ramos). Então, quando muito me convém eu chuto o pau da barraca MESMO, liberta, tascar-lhe o phodassy revigora a alma. Mas até para se dar ao "luxo" de fazer isso é necessário parar para analisar o quanto isso pode reverberar. Estás preparado (a) ? Ser adulto é enjoativo. Não quero nunca perder meu lado infantil, sim, sou juvenil. Dane-se. Minha alma é colorida, cor de rosa bombom e eu não quero me contaminar com esse "mundo" ridículo - no sentindo bem amplo e pejorativo da palavra.  ARGH!!!

"Não permita que os azedumes do cotidiano tirem sua vontade de procurar (e achar) as graças que a vida lhe oferece. Se jogue no que lhe traga alegria, no que transforme um dia simples em especial, de paz e reencontro consigo mesmo! Respire fundo, tenha coragem e sorria com os resultados da sua força para se sentir bem já que o tempo certo para ser feliz é sempre nesse exato momento!"  (Andressa Badin Castro)

PENSEMOS!!!

REFLETIR É NECESSÁRIO, faz bem. Sem querer descobrimos aonde podemos acertar, ou não. Afinal de contas, algumas pessoas, INFELIZMENTE OU FELIZMENTE, só aprendem errando. 

crying

Vivi Cariolano